News

24/07/2018 - Bem-vindo à idade XaaS

CIOs estão consumindo a TI de novas maneiras, incluindo a implementação de Self-Service Analytics e de provas de conceito como serviço

A consumerização da TI, na qual as tecnologias introduzidas no mercado de consumo chegam às empresas, já foi exemplificada pelos funcionários que usam seus próprios smartphones e aplicativos móveis para realizar seus trabalhos. Agora está se estendendo para as soluções corporativas tradicionais, pois os CIOs estão implementando sofisticados serviços de tecnologia acessíveis com o mínimo de intervenção da TI.

A idade de tudo-como-serviço, ou XaaS, chegou.

Do Self-Service Analytics à prova de conceito como um serviço, as organizações líderes estão provando rapidamente o valor de capacitar os usuários de negócios e os clientes para alavancar serviços técnicos inovadores sem ter que fazer um loop na TI a cada passo do caminho. O XaaS faz parte de uma tendência mais ampla que tem CIOs inovadores alavancando soluções inovadoras em um esforço para derrubar modelos de negócios predominantes, abalar a concorrência e gerar novos fluxos de receita.

A seguir estão quatro exemplos bem-sucedidos de departamentos de TI que desenvolvem recursos de XaaS para suas empresas. Todos receberam o prêmio CIO 100 Award in IT Excellence este ano.

Na GM, Data-as-a-Service
Data-as-a-service, ou Self-Service Analytics, estão se aproximando rapidamente, de modo que a TI pode facilitar o valor comercial fornecendo aos usuários de negócios acesso a dados tradicionalmente bloqueados em silos. As plataformas de Data-as-a-Service permitem que os cientistas de dados e os gerentes de negócios busquem insights, geralmente por meio de uma interface semelhante à pesquisa do Google, sem a intervenção da TI.

A General Motors é uma dessas organizações que "democratiza" os dados com uma plataforma de Self-Service Analytics, diz Les Copeland, CIO de estratégia global de dados, Inteligência Artificial e serviços de análise da montadora. A plataforma, chamada Maxis, ajuda as estratégias de suporte da GM, como preços, marketing, previsão de vendas, leads de vendas, além de segurança e contact center, diz ele.

"Nossa capacidade de alavancar esses dados e as vastas quantidades de outros dados de veículos conectados que coletamos de milhões de veículos diariamente nos oferece múltiplas oportunidades para projetar soluções analíticas e continuar tendo vantagens competitivas", explica Copeland, que administra a Maxis sob a direção do CIO global Randy Mott.

O acesso oportuno a informações é ainda mais crítico, já que a indústria automotiva está se transformando rapidamente, graças à ascensão de veículos autônomos, que, segundo a GM, ajudará a reduzir colisões, emissões e congestionamentos. Cada veículo autônomo produz mais de um petabyte de dados por mês.

A plataforma de dados como serviço, que inunda mais de 30 bilhões de registros diariamente e acumulou mais de 1,5 petabytes de informações, permite que os funcionários acessem dados internos, de veículos e de terceiros a partir de qualquer dispositivo de computação. Qualquer pessoa, desde engenheiros até executivos C-level, pode digitar uma pergunta de negócios na interface de usuário da Maxis para pesquisar dados que possam ajudar a gerar novos insights. Uma versão móvel dessa ferramenta exibe indicadores-chave de desempenho importantes para a liderança sênior da GM em iPhones e iPads da Apple, além de telefones e tablets Android.

"Todos, de iniciantes a cientistas de dados, podem descobrir, interagir e analisar dados de todos os aspectos da empresa em um ambiente amigável que facilita o acesso, a visualização e o compartilhamento", diz Copeland, acrescentando que o sistema está disponível para os mais de 75 mil funcionários da GM. "É a primeira vez que os dados foram democratizados dentro da GM".

A GM estima que a Maxis gerou um excedente de US $ 100 milhões em benefícios para seus negócios em 2017, o primeiro ano completo em que foi totalmente implementado. "Temos visto um aumento exponencial no valor total que os parceiros de negócios podem gerar na Maxis", diz Copeland.

Inovação como serviço chega ao mercado imobiliário
Para a empresa imobiliária Cushman & Wakefield, a inovação não pode ser uma reflexão tardia. Para ajudar a identificar oportunidades onde a tecnologia pode criar maior eficiência ou gerar novas receitas, sem afastar os corretores do atendimento aos clientes, a empresa lançou provas de conceito como serviço (POCaaS). A iniciativa estimula a inovação combinando a propriedade intelectual e a equipe comercial da imobiliária com startups, universidades, aceleradores de startups e fornecedores, diz James Jenga, gerente de portfólio da Cushman & Wakefield e líder de seus esforços de POCaaS.

"O setor está mudando rapidamente, e existe o risco de que, se nossos corretores estiverem focando só em seus clientes atuais, a empresa perca as oportunidades adiante", diz Adam Stanley, CIO da Cushman & Wakefield. Ele acrescenta que a iniciativa permite que a empresa aproveite tecnologias que, de outra forma, estariam fora de alcance por causa das pressões competitivas e dos custos de desenvolvimento.

Os projetos-piloto incluíram visualizações 3D empregadas por um dos principais corretores da C & W no Texas, conselhos sobre conceitos de Blockchain para um cliente na Grã-Bretanha e uma recepcionista robótica trazendo bebidas para os hóspedes em Cingapura.

A C & W está atualmente executando POCs envolvendo 12 empresas diferentes, explorando tecnologias que vão desde Big Data e IoT até o processamento de linguagem natural. Janega e Stanley dizem que também estão de olho no que o futuro reserva para o setor imobiliário, como Blockchain, veículos autônomos e outras tecnologias emergentes que atrapalham os modelos de negócios.

Os corretores da C & W ou outros funcionários preenchem um formulário online indicando seu interesse em explorar um projeto; Janega e sua equipe os ajudam a encontrar os parceiros apropriados e outros recursos. A empresa usa software de Business Intelligence (BI) e de gestão de conhecimento para compartilhar e rastrear resultados e insights de POCs e analisar taxas de sucesso.

O POCaaS vem na sequência de esforços de inovação que falharam devido à estrutura ou pessoal errado, diz Stanley. "O POCaaS criou mais estrutura e reforçou o envolvimento das pessoas certas", acrescenta.

Allstate adiciona conveniência ao processamento de solicitações
A Reclamação QuickFoto da Allstate agiliza o processo de estimativa de seguro. O recurso, acessível através do aplicativo móvel da empresa, permite que os clientes recebam e enviem fotos dos danos de seus carros à companhia de seguros, cujos avaliadores criam uma estimativa de danos.

Para os clientes, o QuickFoto Claim elimina o incômodo de ter de ir até um determinado local para fazer uma avaliação, dando a eles o controle de tirar fotos quando e onde for mais conveniente para eles, segundo a Allstate. Também reduz o tempo de pagamento do sinistro de dias, ou semanas, para horas, ou minutos.

A Allstate concebeu a Reclamação QuickFoto em 2015, mas foi apenas no final de 2016 e em 2017 que a empresa implementou centros operacionais digitais para apoiar o processo de inspeção virtual.

A Accenture impulsiona insights com Self-Service Analytics
A Accenture é outra organização que realiza serviços de dados. Sua Enterprise Analytics Platform e o Enterprise Insight Studio estão transformando a consultoria em uma empresa orientada por insights, fornecendo insights acionáveis ​​e orientados por dados para todos dentre da companhia.

Composta por um enorme data lake, BI e relatórios, análises e ciência de dados, a plataforma inclui nearshore data marts - pequenos conjuntos de dados que atendem a uma necessidade específica - rápidos de desenvolver e mudar.

Esse modelo deu aos analistas de dados acesso rápido e de autoatendimento a um ambiente seguro para gerar insights em amplas faixas de dados da Accenture anteriormente inacessíveis, de acordo com a empresa. Além disso, novas ferramentas permitem que os analistas misturem conjuntos de dados em visualizações para recuperar e compartilhar resultados.


Fonte: http://cio.com.br/tecnologia/2018/07/24/bem-vindo-a-idade-xaas/



Facebook Twitter LinkedIn Google+ WhatsApp Gmail Email Print



voltar



ATENDIMENTO

Estamos prontos para atender

Tenha a melhor solução para o seu negócio

Ligue: 0800 606 6047

(21)99973-5783

Fale conosco