News

15/03/2017 - WhatsApp: brasileiros passam mais tempo no app do que vendo TV

O brasileiro que usa o WhatsApp diariamente passa mais tempo no app do que acessando conteúdo em meios de comunicação tradicionais, como TV, rádio, jornais e revistas. Mais precisamente 69% deles afirmam que esse aplicativo de mensagem ocupa mais tempo em sua rotina diária do que as três outras referidas mídias tradicionais. A preferência pelo WhatsApp é verificada em todas as faixas etárias, embora perca força conforme aumenta a idade do usuário, abrindo espaço para TV e rádio. Mesmo assim, entre aqueles com mais de 55 anos, 46,2% apontam o WhatsApp como meio no qual passam mais tempo dentre os listados na pesquisa, à frente da TV (38,5%). Estes são alguns dados presentes na nova edição da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre mensageria móvel no Brasil, cujo relatório integral pode ser solicitado gratuitamente no site www.panoramamobiletime.com.br

Cabe destacar que a penetração do WhatsApp e a sua frequência de uso no Brasil seguem altas. 98,1% dos internautas brasileiros com smartphone têm o app instalado em seu aparelho. Ou seja, o WhatsApp está para os smartphones no Brasil da mesma forma que a TV Globo está para os televisores: é praticamente onipresente. E 97,5% dos que possuem o app afirmam que o utilizam todo dia ou quase todo dia para enviar ou ler mensagens. Foi esse grupo de entrevistados que respondeu à pergunta comparando o tempo de uso diário do app e de mídias tradicionais.

A descoberta da pesquisa provoca imediatamente uma reflexão a respeito do destino do investimento publicitário no Brasil. No primeiro semestre de 2016, de acordo com dados da Ibope Media, os canais de TV aberta e fechada receberam juntos R$ 44,3 bilhões em investimento publicitário (incluindo merchandising na TV), o que correspondeu a 70,5% dos R$ 60,7 bilhões gastos em mídia no País no referido período. O WhatsApp, por sua vez, recebeu... zero. Isso porque ele não está aberto para publicidade, ou pelo menos não oficialmente: seus termos de serviço não permitem que a ferramenta seja utilizada para essa finalidade e não há espaço para banners, o que faz do WhatsApp uma verdadeira mina de ouro que permanece intacta, enquanto seu dono, o Facebook, não permite a entrada dos mineiros, quer dizer, dos anunciantes.

O potencial de monetização do WhatsApp fica ainda mais claro quando se pergunta diretamente aos seus usuários sobre o interesse de se relacionar com marcas dentro do app. 76,3% dos seus usuários ativos mensais (MAUs, na sigla em inglês) declaram que gostariam de se comunicar com marcas dentro do WhatsApp. Dentre estes, 70,1% gostariam de poder tirar dúvidas e receber suporte técnico; 69,6%, de comprar produtos e serviços; e 67,9%, de receber promoções. A proporção da base disposta a conversar com marcas dentro do WhatsApp é maior que nas outras plataformas de serviços.

O relatório integral da pesquisa traz ainda uma série de tabelas e gráficos com dados detalhados comparando a utilização de WhatsApp, Facebook Messenger, Telegram e SMS no Brasil.

Metodologia e download gratuito

Para essa pesquisa foram entrevistados em janeiro 1.914 brasileiros que acessam a Internet, respeitando as proporções por gênero, idade, renda familiar mensal e distribuição geográfica desse grupo. O grau de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Para democratizar o acesso aos resultados das pesquisas Panorama Mobile Time/Opinion Box, os relatórios passarão a ser gratuitos. Para viabilizar o projeto, cada linha de pesquisa passará a contar com o apoio de patrocinadores, sem que isso signifique perda de independência. A elaboração dos questionários, a coleta dos dados e a redação dos relatórios continuam sendo realizadas com total autonomia e independência pelas equipes de Mobile Time e Opinion Box, sem qualquer interferência dos patrocinadores.

Esta edição da pesquisa de mensageria é a primeira a experimentar esse novo modelo comercial. Ela é um oferecimento da Infobip. Para solicitar o envio gratuito por email do relatório, acesse www.panoramamobiletime.com.br.


Fonte: http://www.mobiletime.com.br/14/03/2017/whatsapp-brasileiros-passam-mais-tempo-no-app-do-que-vendo-tv/467943/news.aspx



Facebook Twitter LinkedIn Google+ WhatsApp Gmail Email Print



voltar



ATENDIMENTO

Estamos prontos para atender

Tenha a melhor solução para o seu negócio

WhatsApp: (21)99973-5783

CHAT

Fale conosco