News

19/10/2005 - Pelo menos um em cada cinco e-mails não chega ao destinatário, diz pesquisa

Sabrina Valle - Globo Online

RIO - Uma pesquisa da empresa americana Return Path com os principais provedores de correio eletrônico do mundo mostrou que 21% dos e-mails legítimos enviados no primeiro semestre deste ano não chegaram a seus destinatários. O levantamento desconsidera mensagens indevidas, como vírus e publicidade. Isso significa que um em cada cinco e-mails se perde na rede ou é barrado por filtros, caindo indevidamente na lixeira eletrônica junto com spams.

É muito, mas já foi pior. No ano passado, a taxa de desvio ficou em 22%, contra 18,7% em 2003 e 15,0% em 2002.

O Gmail empata com a Excite na pior colocação do ranking de 23 provedores de e-mail. Ambos tiveram uma taxa de desvio de 39% no primeiro semestre. MSM (33%), Hotmail (32%) e Yahoo! (30%) aparecem logo atrás. O provedor com o melhor resultado foi o Mac.com, com 8% de taxa de desvio.

O resultado apresentado pela Return Path em nível mundial está em linha com uma pesquisa nacional por amostragem divulgada nesta semana com o respaldo da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Camara-e.net).

Segundo dados coletados em agosto pela Datacraft, multinacional com faturamento de US$ 2,5 bilhões e escritórios no Brasil, foram bloqueados como spams 24,9% do 1,3 milhão de e-mails monitorados por ela todos os dias no país.

Além de chatos, os spams consomem recursos importantes da infra-estrutura interna das organizações e dos seus links de comunicação, provocando lentidão nos sistemas entre outras mazelas.

Segundo o diretor de serviço da Datacraft, Ricardo Orsi, o grande problema está na propaganda não autorizada, já que apenas 0,37% dos e-mails bloqueados continham vírus ou vermes ("worms"). É um percentual pequeno, mas significa dois vírus por mês para uma pessoa que recebe 18 e-mails por dia, ou 540 por mês.

A Datacraft ressalta que quando um e-mail é barrado na estação de trabalho do usuário, ele já passou por toda a infra-estrutura do cliente e do seu link externo. Mas quando barrado em um servidor compartilhado, o consumo de recursos é bem menor.

Orsi dá três dicas para usuários comuns de computador evitarem os spams e os códigos maliciosos trazidos por eles. Endereços de e-mail podem ser forjados e por isso é preciso sempre desconfiar do remetente, mesmo que ele seja aparentemente de uma empresa familiar. Vale confirmar a informação pelo site oficial.

Também deve-se verificar se o link embutido numa mensagem condiz com a fonte da informação. Isso porque mensagens falsas, como a de bancos, podem levar a uma URL que não apresente o nome do tal banco. Para isso, o usuário deve passar o mouse por cima do "clique aqui", ou equivalente, e verificar o endereço que aparece na barra inferior da tela

Além disso, Orsi recomenda que não sejam acessados links executáveis. Segundo ele, esses links (.exe) geralmente são barrados por sistemas de filtro e a chance de uma empresa séria enviar um deles é quase nula.

Confira abaixo o ranking de taxa de desvio de mensagens por servidor:

Excite - 39%

Gmail - 39%

MSN - 33%

Hotmail - 32%

Yahoo! - 30%

SBC - 30%

NetZero - 25%

Netscape - 24%

Verizon - 24%

Lycos - 23%

Mail.com - 21%

ATT - 18%

Adelphia - 18%

AOL - 15%

Comcast - 15%

BellSouth - 14%

Cox - 14%

Roadrunner - 14%

Compuserve - 13%

Cablevision - 11%

Earthlink - 10%

USA.net - 10%

Mac.com - 8%



Facebook Twitter LinkedIn Google+ WhatsApp Gmail Email Print



voltar



ATENDIMENTO

Estamos prontos para atender

Tenha a melhor solução para o seu negócio

Ligue: 0800 606 6047

WhatsApp - (21)99973-5783


Vídeo Conferência - https://whereby.com/doctorsac