News

12/01/2010 - Meu 1º Emprego é de Operador de Telemarketing. E Agora?

Parabéns! Você conseguiu seu primeiro emprego.
Nas consultorias temos constante contato com jovens que estão em busca de seu primeiro e tão aguardado emprego registrado.

Notamos a dificuldade que é encontrar candidatos que aceitem participar da primeira fase do processo, por que nem sempre estão interessados na área de Call Center e os motivos mais citados são: baixo salário, horários considerados inadequados e a empresa que possui má reputação no mercado.

Entretanto, o que os jovens ainda não conseguem visualizar são as oportunidades por trás deste trabalho, torna-se cada vez mais comum empresas (que possuem em seu quadro de funcionário jovem a partir de 18 anos) adotarem estratégias que visem reter e manter os jovens dentro da empresa para que futuramente possam ser aproveitados em outras áreas. Estratégias estas que vão desde plano de carreira a partir de 1 ano, "job rotation" e bolsas de estudos em cursos de graduação (obviamente estará ligada as análises de performance efetuada pela empresa).

A geração de hoje que está sendo denominada "geração X" apesar da facilidade que possuem com a tecnologia, de serem inteligentes e rápidos em elaborar estratégias para questões imediatas. Ainda precisam desenvolver o fato de serem imediatista (querer resultados agora!), impulsivos (agir sem pensar as conseqüências) e o principal precisam desenvolver a habilidade de pensar e tecer estratégias em longo prazo (questionar: O que meus atos nesta empresa vão gerar daqui a dois, cinco ou dez meses?) e perceber as oportunidades de crescimento e aprendizado por trás de todas as situações.

Por exemplo, atuar em teleatendimento em empresa do segmento de Telecomunicações pode ser um ótimo caminho para ingressar na área de engenharia e desenvolver um plano de carreira tendo em vista que já conhece a cultura da empresa e o negócio ao qual está inserido.
Outra opção é pensar no contato direto com o cliente permite com que desenvolva competências comportamentais necessárias e exigidas em quaisquer áreas como, por exemplo, atuar sob pressão, gerar resultados, ter o "jogo de cintura", controle emocional, a capacidade de escutar o outro, raciocínio lógico entre outros.

A área de humanas é um espaço amplo que inclui: Psicologia do consumidor, Psicologia clínica no atendimento aos colaboradores, a Pedagogia na área de Treinamento, a área de Marketing que envolve não só atender ao cliente, mas facilitar sua vida com o produto que é oferecido.

Enfim, uma série de áreas pode ser inclusas dentro deste imenso segmento e fazer parte dele é o primeiro passo para se conseguir crescer pessoalmente e profissionalmente em sua carreira.

Tentar encarar este trabalho com responsabilidade e comprometimento faz com que você se destaque dos outros colaboradores, você gera um valor ao seu grupo e passará a ser lembrado pelo seu líder para futuras promoções internas. Você conseguirá maior autoconfiança para buscar e seguir seu caminho dentro da empresa, sem medo de tentar.

Não tenha receio de aceitar a oferta por que o salário é baixo, todos precisamos começar de algum ponto. Pense em longo prazo no que aquela empresa poderá oferece e como isso poderá facilitar seu dia-a-dia, foque também nos benefícios concedidos. Pesquise sobre a empresa veja se ela te atrai, por que ir a uma entrevista não significa que você seja obrigado a aceitar a proposta. Tire suas dúvidas com o selecionador e avalie: "realmente quero trabalhar numa empresa que tenha esta cultura e está visão?".

Em relação aos horários seja estratégico também, faculdades no período matutino tendem a ser mais acessíveis em relação à questão financeira e a qualidade tende a ser a mesma.

Se a empresa possui má fama lembre-se dos atendimentos que você recebeu destas empresas. Na realidade, são os colaboradores que carregam o nome da empresa e são estes mesmos que fazem com que o atendimento seja eficaz ou não. Nesta situação quem você gostaria de ser? Coloque-se no lugar do outro. Se você tiver problemas dentro de sua empresa o cliente não tem culpa disto e merece todo o respeito que poderá dar. Acredito que nem todos os clientes são legais até por que se eles ligam reclamando não é de você e sim da empresa ao qual você representa e que possui alguém que fez algo errado para que este cliente não estivesse satisfeito. Não leve nada para o lado pessoal.

Tudo é uma bola de neve e cada vez que tentamos resolver estes dilemas nos deparamos com pessoas que efetuam algum serviço e que muitas vezes tentando atingir a empresa fere seu primeiro princípio "Cliente em primeiro lugar".

Por isso, quando digo coloque-se no lugar do outro imagine como você gostaria de ser tratado quando ligasse para uma empresa e estivesse chateado e quisesse realizar uma reclamação. Como você gostaria de ser atendido?

Candidato pense que para ingressar no mercado de trabalho não é fácil levando em conta que a maioria das empresas exige experiência anterior e algumas delas, querem que os candidatos estejam cursando a universidade. Atuar na área de Call Center pode sim, ser uma experiência fortalecedora para sua carreira profissional e mesmo que não seja fácil sempre terá boas lições para se tirar delas. Aceite caso não dê certo explique seus motivos, mas saia com a cabeça erguida sabendo que realizou tudo da melhor maneira possível.

Para finalizar. Cabe também aos contratantes oferecer condições para que seus colaboradores estejam satisfeitos no ambiente. O trabalho deste segmento é marcado com reclamações e cansaço psicológico, pensando nisso é necessário elaborar planos para manter o colaborador satisfeito assim como seu cliente. E dizendo em termos administrativos: Resultados geram Lucros.
Denise Cavalcanti
Psicóloga e Pós-Graduada em Gestão de RH
atua na área de Gestão de Pessoas á 8 anos.

Fonte: CLIENTESA.COM.BR



Facebook Twitter LinkedIn Google+ WhatsApp Gmail Email Print



voltar



ATENDIMENTO

Estamos prontos para atender

Tenha a melhor solução para o seu negócio

WhatsApp: (21)99973-5783

CHAT

Fale conosco