News

12/02/2010 - City brasileiro é vendido no México por R$ 28 mil a menos

O *Honda City* produzido em Sumaré (SP) acaba de ser lançado no México. Graças a um acordo comercial, veículos exportados para lá não precisam pagar Imposto de Importação, e vice-versa (16% no México, 35% no Brasil). Mas o que chama atenção, neste caso, é o preço praticado pela Honda na venda do *City* para os mexicanos: a partir de 206 mil pesos (R$ 29 mil), cerca de R$ 28 mil a menos do que seu preço básico no Brasil. A carga tributária sobre a venda de automóveis no Brasil é uma das mais altas do mundo, e no México ela é bem mais baixa. Mas será que só os impostos justificam tamanha discrepância de preço?

Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores do Brasil (Anfavea), o acordo comercial é vantajoso, já que permite maior competitividade entre os produtos locais e importados. As montadoras, porém, têm autonomia para decidir os preços que irão praticar em cada país, atendendo às suas estratégias de mercado.
No caso do *Honda City*, a diferença de preço pode frustar alguns clientes brasileiros da marca. A versão mais completa do sedã pode ser comprada no México por 236 mil pesos (cerca de R$ 33.300), enquanto no Brasil o mesmo modelo custa R$ 72.625.

A principal diferença entre o *City* vendido aqui e lá está na motorização. O modelo à venda no Brasil conta com motor 1.5 16V flex, enquanto no México trata-se do 1.5 a gasolina.

México
*City LX manual* - 206 mil pesos (R$ 28 mil)
*City LX automático* – 223 mil pesos (R$ 31.500)
*City EX manual* – 220 mil pesos (R$ 31 mil)
*City EX automático* – 236 mil pesos (R$ 33.300)


Brasil
*City LX manual* – R$ 57.420
*City LX automático* – R$ 61.300
*City EXL manual* – R$ 66.780
*City EXL automático* – R$ 72.625

Fonte: REVISTA AUTO ESPORTE



Facebook Twitter LinkedIn Google+ WhatsApp Gmail Email Print



voltar



ATENDIMENTO

Estamos prontos para atender

Tenha a melhor solução para o seu negócio

WhatsApp: (21)99973-5783

CHAT

Fale conosco