News

27/05/2009 - Bloqueio para telemarketing não "pegou"

Apenas 241 mil cidadãos paulistas solicitaram o bloqueio junto ao Procon para não receber ligações de telemarketing ativo em seus celulares e telefones fixos. O número é baixo, na visão dos especialistas, e as operadoras de contact center estão atendendo às exigências, apesar das falhas sugeridas no sistema do Procon.

Dos mais de 11 milhões de telefones fixos e dos quase 40 milhões de telefones móveis ativos no Estado de São Paulo, apenas 421 mil (número atualizado às 17h24 da tarde desta terça-feira, 26 de maio, junto ao Procon) foram bloqueados para receber ligações de telemarketing ativo, conforme autoriza o Decreto 13.226, sancionado pelo Governo do Estado de São Paulo e válido desde 15 de março desde ano. Para o Procon SP, essa é uma incidência baixa, ainda mais quando somada ao fato de nenhuma operadora de call center ter sido multada até o momento

Tivemos 372 reclamações registradas (de pessoas que receberam ligações mesmo tendo bloqueado o seu número de telefone), mas somente 20% disso são procedentes, informou a assessoria de imprensa do Procon SP. As válidas estão sendo analisadas e deverão receber as devidas punições.

Para Ricardo Sleiman, CEO da ZipCode – empresa que desenvolve tecnologia para CRM de call centers – esse número deveria ser ainda menor, pois a ferramenta utilizada pelo Procon SP é falha, ao permitir que as pessoas cadastrem números que não te pertencem. "Elas também podem cadastrar números inexistentes", avalia

O Procon rebate que há um termo de responsabilidade aceito pelo internauta, atestando que ele é o proprietário da linha, e que os números gravados em duplicidade são automaticamente excluídos pelo banco de dados, feito em SQL Server. O Procon também não valida a informação de que há números inexistentes em sua listagem, que, inclusive, transforma os números duplicados ou informados incorretamente em inativos ou excluídos. Um montante de 1.642 contatos ontem.

Para Sleiman, "problemas dessa origem seriam limados se o Procon tivesse seu sistema alinhado com as operadoras de telefonia e também com os prestadores de serviços de call center. Além disso, ele também deveria validar a veracidade dos números bloqueados junto às operadoras, avalia.

Quem bloqueou o número?
A ZipCode avaliou os números bloqueados no sistema do Procon e formatou uma pesquisa a respeito. Do total de 421 mil números bloqueados (contagem do Procon), a grande maioria está numa faixa etária entre 30 e 50 anos e há grande incidência de diretores, advogados, gerentes, professores e pessoas de nível intelectual mais elevado.

Além disso, a capital paulista é responsável por metade dos números bloqueados, enquanto as cidades da Grande São Paulo e do Interior dividem o restante.

Na capital, o domínio são da Zona Sul e Oeste, as mais ricas da cidade, o que atesta que o perfil do consumidor que bloqueia o seu número de telefone: com maiores poder aquisitivo e nível intelectual, concomitantemente, o que também é o principal alvo das operadoras de call center.

Como bloquear?
O consumidor que quiser bloquear o seu número de telefone para ligações de telemarketing precisa entrar no site do Proco SP (www.procon.sp.gov.br) e seguir as recomendações ao clicar no link Bloqueio de Telemarketing. Se, mesmo assim ele receber ligações desse tipo, poderá fazer a denúncia diretamente com o Procon.

Os cadastros de denúncia são efetivamente validados após o 30º dia e o consumidor também pode autorizar determinadas empresas para contatarem-no, desde que preencha requerimento no portal do Procon. O número de empresas que podem ser autorizadas é ilimitado.

Fonte: IPNEWS



Facebook Twitter LinkedIn Google+ WhatsApp Gmail Email Print



voltar



ATENDIMENTO

Estamos prontos para atender

Tenha a melhor solução para o seu negócio

Ligue: 0800 606 6047

WhatsApp - (21)99973-5783


Vídeo Conferência - https://whereby.com/doctorsac